Contato | Contact

Brazil

+ 55 (41) 99125 9797

France

+ 33 (0) 6 26 69 25 23

Conecte-se | Connectez-vous
  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • White Google+ Icon

Racionalidade feminina

November 1, 2008

 

Uma pesquisa desmonta o mito de que as mulheres tomam decisões no trabalho movidas pela emoção.

 

Pergunte a uma mulher sobre como as pessoas tomam decisões. 

“Eu acredito que a mulher age mais pela emoção e o homem pela razão”, disse a mulher. 

E pergunte aos homens sobre as atitudes das mulheres. 

"As que eu conheço, geralmente, são mais emotivas. Não agem por impulso na verdade”, falou o homem. 

As opiniões são exatamente o contrário do que mostrou uma pesquisa feita com executivos de Curitiba, do Rio de Janeiro e de São Paulo. Analisando como pessoas em cargos de liderança tomam decisões, a consultora de recursos humanos, Carla Mello, concluiu que mulheres, assim como homens, vão mais pela razão. 

A coordenadora da pesquisa trabalha para grandes empresas avaliando o desempenho de executivos de ambos os sexos. Ao longo dos anos, ela foi percebendo a mudança e decidiu juntar todos os dados que tinha. Concluiu que ainda há mais homens que decidem com base na razão, que analisam fatos em vez de circunstâncias. Foram 95% dos 230 pesquisados. Mas entre um número igual de executivas também predominam as que tomam decisões racionais, de 86%. 

"Na hora de decidir, a mulher vai ser racional, lógica e vai analisar os fatos tão bem ou até melhor do que os homens", explicou Carla. 

Melhor poucas executivas ousariam dizer, mas a diretora de multinacional há dez anos, Vera Meinhard, acredita que mulheres têm, por natureza, mais chances do que os homens de tomar uma decisão acertada. 

"O homem quando sai não precisa lembrar da casa. Ele volta para casa e está tranqüilo. Quando sai de manhã, a mulher já pensou nos filhos, na escola, no café da manhã, no almoço e numa série de coisas. Então, a mulher é obrigada a fazer a gestão de vários assuntos, o que acaba dando para a mulher uma possibilidade de estar sempre agregando muito mais informações”, esclareceu Vera.

 

fonte: http://g1.globo.com

Please reload