Contato | Contact

Brazil

+ 55 (41) 99125 9797

France

+ 33 (0) 6 26 69 25 23

Conecte-se | Connectez-vous
  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • White Google+ Icon

Equidade de gênero: ser a mudança que quero ver

No dia 26 de outubro, o Fórum Econômico Mundial divulgou os resultados de uma pesquisa anual, que mostra que no ritmo atual o Brasil atingirá a plena igualdade entre mulheres e homens daqui 95 anos. Neste mesmo dia, em Curitiba, discutimos o assunto no Comitê de Mulheres Executivas (*) da Câmara Americana de Comércio (Amcham). Falamos sobre um dos freios mais relevantes à representatividade feminina na vida corporativa, principalmente em cargos de liderança: a responsabilidade de cuidar da família, que ainda é fortemente atribuída a nós.

 

Para romper com as crenças sobre a fraca posição dos homens quanto ao comprometimento com trabalho doméstico, convidamos dois casais que vivem naturalmente a partilha destas responsabilidades, para falar sobre os deleites e dificuldade de suas experiências.

 

Ficou clara a importância de ambas as partes se sentirem responsáveis pela vida da família e pela logística doméstica. Isto permite que o compartilhamento das tarefas seja feito de maneira natural e em função das habilidades de cada um, como em uma empresa.

 

Outro ponto fundamental citado pelos casais e amplamente discutido no grupo foi a importância do autoconhecimento, principalmente por parte das mulheres. Este é o melhor remédio para definir o que é importante para você. Só assim você pode calcar suas escolhas em bases internas sólidas e escapar da pressão externa fundamentada em modelos que não correspondem aos seus anseios. Modelos que te fazem cair na pegadinha que leva àquela sensação de culpa tão conhecida de muitas mães. Muitas questões foram debatidas e escolho a questão do desapego para fechar: para fluir é preciso largar o papel da “diva do lar”.

 

(*) Comitê de Mulheres Executivas da Amcham-Curitiba, um grupo que reúne mensalmente empresárias e empresários para debater sobre equidade de gênero. 

 

Please reload