Contato | Contact

Brazil

+ 55 (41) 99125 9797

France

+ 33 (0) 6 26 69 25 23

Conecte-se | Connectez-vous
  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • White Google+ Icon

A diversidade está no invisível!

 

 

 

 

 

Falamos muito da diversidade visível: raça, idade, condição física, condição social, gênero, etc. No entanto, a maior diversidade está lá onde nossos olhos não alcançam com um simples olhar.

 

Cada um de nós tem sua subjetividade que é construída em função das nossas experiências de vida. Isso nos torna únicos e nos faz viver as experiências de maneira ímpar.

 

Não julgar os outros pelo visível abre portas para criar novas conexões e quem sabe novos vínculos. Quem percebe o invisível não tem receio de revelar-se diferente. Ter este olhar na vida permite alcançar a coragem de revelar suas fragilidades e desenvolver a capacidade de pedir ajuda. Esta atitude interna nos conduz a ficar abertos para ajudar e colaborar com outras pessoas criando um círculo virtuoso de solidariedade.

 

Já pensou que a pessoa mais “visivelmente” diferente de você pode ser uma das mais próximas e menos diferentes de você? Vamos olhar mais para toda esta diversidade, quem sabe assim abrimos uma porta para que a diversidade visível tenha mais chances de ser naturalmente incluída.  

 

Quem sabe, aceitando-se como um ser diferente possa criar também uma proteção para a formação da sua subjetividade deixando-a menos suscetível às manipulações que visam condicionar nossos comportamento.

 

Gratidão Michele L. Sullivan por este TED leve, curto e tão rico na mensagem ! Asking for help is a strength, not a weakness

Please reload